MENU

IDENTIDADE

Destaque

Um dos elementos de destaque na história da BABILÔNIA FEIRA HYPE é a sua identidade visual, com peças-publicitárias tão originais quanto o evento, lembradas até hoje por seus conceitos inusitados, divertidos, diferentes e criativos.

Enfim, hype como o seu público.

Flyer

As peças gráficas da BABILÔNIA FEIRA HYPE não se limitam a divulgar as atrações das edições seguintes do evento. Mais do que dar desconto nos ingressos, as filipetas surpreendiam com sua arte inovadora e, ao mesmo tempo, alinhada a toda identidade visual da BFH.

Objeto de desejo nos anos 2000, hoje os flyers são verdadeiros itens de colecionadores.

Bicicleta-cavalo

Antes de cada edição da BABILÔNIA FEIRA HYPE, lá estavam elas. As bicicletas-cavalo desfilavam pelo Rio, na orla da zona sul e na Lagoa Rodrigo de Freitas, chamando público local, gerando curiosidade entre os turistas e ditando tendências.

Ideia do empresário Fernando Molinari, esse meio de transporte do século 19 tinha tudo a ver com o clima da praia carioca e do Jockey Club. Com o apoio de uma agência especializada em mídias alternativas como bikedoor, a Biruta, os cavalos foram adaptados a bicicletas.

Sua proposta era divulgar o evento ligado à moda. Para isso, a cada edição, as bicicletas-cavalo eram customizadas, ganhando adereços temáticos feitos por artistas como Alfa Siqueira, Flesh Beck Crew e Edson Galvão.

Natasha

Montada com a cabeça de uma boneca japonesa, comprada numa feira de rua em São Paulo, em um corpo de boneca comum, a modelo hype tem a expressão dos personagens do mangá e as medidas de uma top model. Batizada como Natasha, em homenagem a então recém-nascida sobrinha de Fernando Molinari, seu nome significa “aquela que veio no Natal” – daí o seu début ter acontecido em dezembro de 2000, na campanha de Natal do evento.

Inspirada na trajetória da fashion doll Blythe e nos ensaios fotográficos Gina Garan de 2000, a boneca Natasha Hype foi criada para se tornar um ícone que identificasse a BABILÔNIA FEIRA HYPE e divulgasse as coleções dos estilistas do evento. Seus ensaios eram clicados pelo requisitado fotógrafo de arte Vicente Mello e tinham a participação de profissionais da moda, como o stylist José Camarano, então assistente de produção da HYPE ART PRODUÇÕES.

Com tratamento de estrela, além do vasto guarda-roupa com peças assinadas pelos estilistas da BABILÔNIA, Natasha ainda chamava atenção pelas maravilhas temáticas criadas pelo aderecista Rogério Torres, expositor especializado em criações de roupinhas de bonecas e minibrinquedos e de objetos de decoração; e pelas perucas de náilon, kanekalon, pelúcia e fios naturais, assinadas pelo figurinista e aderecista Edson Galvão.

As fotos icônicas de Natasha Hype fizeram história em exposições na BABILÔNIA FEIRA HYPE e foram veiculadas em campanhas publicitárias em busdoors, jornais e revistas. Hoje a top doll model mora em Nova York (nome do estúdio na casa de Fernando Molinari, onde eram feitos os ensaios e onde ela é guardada), mantém exclusividade com a FEIRA HYPE e, a qualquer momento, voltará ao Brasil para estrelar novas campanhas do evento.

Rio Eventos
Turismo
Cultura
Downtown
Farm
Rádio Mix
Rádio SulAmérica Paradiso
Inbracultmode
Hype Art